domingo, 14 de abril de 2013

Prova de História 8º ano dezembro 2012 JBB



1 A importância da Lei Eusébio de Queiróz (1850), no contexto do processo de abolição da escravatura, esta no fato de ter
a) declarada extinto o tráfico de africanos, estipulando penas para seus infratores.
b) concedido liberdade a todos os escravos que participaram da Praieira (1848).
c) libertado os escravos que fossem maiores de 60 anos de idade.
d) acabado com a venda em separado de casais africanos em leilões públicos.
2 Em sua obra “O Abolicionismo", Joaquim Nabuco afirma:
“Para nós a raça negra é um elemento de considerável importância nacional, estreitamente ligada por infinitas relações orgânicas à nossa constituição, parte integrante do povo brazileiro. Por outro lado, a emancipação não significa tão somente o termo da injustiça de que o escravo é martyr, mas também a eliminação simultânea dos dois typos contrários, e no fundo os mesmos: o escravo e o senhor.”
(NABUCO, Joaquim. O Abolicionismo. Edição fac-similar. Recife. Fundação Joaquim Nabuco. Ed. Massangana. 1988. p. 20)
Em relação à condição do negro na sociedade brasileira, podemos afirmar que
a) o fim da escravidão possibilitou ao negro liberto a integração no mercado de trabalho e o livre acesso à terra.
b) as Sociedades Libertadoras tinham como objetivo principal promover a integração do ex-escravo na sociedade, garantindo-lhe os direitos de cidadania.
c) a diferença entre o processo abolicionista ocorrido nos Estados Unidos da América e o ocorrido no Brasil foi a ausência de preconceito racial em nosso país.
d) o negro livre permaneceu à margem do universo cultural estabelecido por uma sociedade regida pelo branco e continuou sujeito ao preconceito e a novos mecanismos de controle social.
3 A Lei 3.270, também conhecida como Lei dos Sexagenários ou Lei Saraiva-Cotejipe, foi promulgada em 28 de setembro de 1885, que consistia em
a) libertar todos os filhos de escravas nascidas a partir daquele ano.
b) libertar os escravos com mais de 40 anos
c) condenar a morte os escravos com mais de 30 anos.
d) libertar os escravos com mais de 60 anos.
­­­­­­­­­­4 Durante o Segundo Reinado, o principal produto de exportação do Brasil era o café. A maioria das fazendas de café localizava-se
a) no agreste pernambucano, substituindo as plantações de cana-de-açúcar.
b) na região do Vale do Paraíba, entre Rio de janeiro e São Paulo.
c) nas serras gaúchas.
d) na divisa com o Paraguai.
5 A escravidão chegou ao fim oficialmente em 13 de maio de 1822. As leis que fizeram parte do processo de abolição da escravidão foram
a) Áurea, Sexagenários, Alves Branco e Eusébio de Queirós.
b) Alves Branco, Ventre Livre, Sexagenários e Áurea
c) Ventre Livre, Sexagenários, Eusébio de Queirós e Áurea.
d) Áurea e Alves Branco.
6 Do ponto de vista político, podemos considerar o Período Regencial como
a) um período em que as reivindicações populares, como direito de voto, abolição da escravidão e descentralização política, foram amplamente atendidas.
b) uma transição para o regime republicano que se instalou no país a partir de 1840.
c) uma fase extremamente agitada com crises e revoltas em várias províncias, geradas pelas contradições das elites, classe média e camadas populares.
d) uma etapa marcada pela estabilidade política, ou seja, sem conflitos, já que a oposição ao Imperador Pedro I aproximou os vários segmentos sociais, facilitando as alianças na Regência.
7 O Golpe da Maioridade, datado de julho de 1840 e que elevou D. Pedro II a imperador do Brasil, foi justificado como sendo
a) uma estratégia para manter a unidade nacional, abalada pelas sucessivas rebeliões provinciais.
b) o único caminho para que o país alcançasse novo patamar de desenvolvimento econômico e social.
c) a melhor saída para impedir que o Partido Liberal dominasse a política nacional.
d) a forma mais viável para o governo aceitar a proclamação da República e a abolição da escravidão.
8 A Guerra do Paraguai foi o maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul. Estendeu-se de dezembro de 1864 a março de 1870. É também chamada Guerra da Tríplice Aliança (Guerra de la Triple Alianza) na Argentina e Uruguai e de Guerra Grande, no Paraguai.
 (http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_do_Paraguai)
Para a guerra contra o Paraguai, os países que se uniram para formar a Tríplice Aliança foram
a) Brasil, Argentina e Inglaterra
b) Brasil, Argentina e Uruguai
c) Brasil, Uruguai e Bolívia
d) Argentina, Uruguai e Bolívia
9 O historiador Caio Prado Júnior, escrevendo sobre a revolta dos cabanos, assim se expressou: “É ela um dos mais, senão o mais notável movimento popular do Brasil. É o único em que as camadas mais inferiores da população conseguem ocupar o poder de toda uma província com certa estabilidade. Apesar de sua desorientação, apesar da falta de continuidade que o caracteriza, fica-lhe contudo a glória de ter sido a primeira insurreição popular que passou da simples agitação para uma tomada efetiva do poder.” (Evolução Política do Brasil, 1979).
A Revolta dos Cabanos, acima descrita por Caio Prado e popularmente conhecida por Cabanagem, ocorreu na
a) Província do Maranhão.
b) Província de Minas Gerais.
c) Província de São Paulo.
d) Província do Grão-Pará.
10 Os restauradores, um dos grupos políticos do período regencial, defendia
a) a proclamação de uma república.
b) a volta de D. Pedro I ao poder.
c) a escolha do Rio de Janeiro como sede dos jogos olímpicos
d) a liberação das exportações para a China.
11 Por ser o herdeiro de menor idade, a abdicação de D.Pedro I, em 1831, resultou na formação de governos regenciais que, até 1840, enfrentaram inúmeras dificuldades para manter a integridade territorial do Império. Entre as várias rebeliões irrompidas nas províncias, a ocorrida no Maranhão notabilizou-se pela diversidade social dos insurgentes, entre os quais não faltaram escravos e quilombolas.
A revolta identificada acima foi a
a) Cabanagem
b) Balaiada
c) Farroupilha
d) Revolta dos Malês
12 Durante as primeiras décadas do Império, a Bahia passou grande agitação política e social. Ocorreram várias revoltas contra a permanência de portugueses que haviam lutado contra os baianos na Guerra da Independência. Entre as revoltas a que o texto se refere pode-se destacar, a
a) Farroupilha
b) Balaiada
c) Cabanagem
d) Sabinada
13 A criação da Guarda Nacional, em 1831, durante o governo regencial, onde o comando em cada município cabia aos coronéis, grandes fazendeiros, teve como um de seus objetivos
a) apoiar o governo de Pedro I na consolidação da independência.
b) defender a integridade das fronteiras ameaçadas de invasão
c) conter as agitações e amotinações que ameaçavam a Nação
d) combater a influência da aristocracia rural na vida política.
14 Observe a imagem e leia o texto:

No período imperial brasileiro, muitas mães não queriam amamentar os seus filhos. Isso acontecia, em alguns casos, por puro recato. Um historiador apontou que “o hábito do aleitamento materno seguia a escala inversa da renda familiar”, ou seja, as mães mais ricas amamentavam muito menos do que as mães pobres. Para realizar essa tarefa, algumas famílias alugavam, de outros proprietários,  escravas especializadas em amamentar e cuidar dos bebês das famílias de classe alta e média, hábito que ocorria tanto na cidade como no campo. Essas escravas ficaram conhecidas como “amas de leite”.
(ALENCASTRO, Luiz Felipe de (org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1997, vol.2, p. 63. Adaptado.
A prática do aluguel de amas de leite demonstra algumas características do escravismo brasileiro. Observando a imagem e com base no texto, podemos concluir que a escravidão do Brasil
a) contribuiu para a produção econômica, sem influenciar a cultura familiar no país.
b) esteve presente no cotidiano social, tanto na zona rural como nos meios urbanos.
c) proibiu os escravos de circularem pelos ambientes domésticos de seus proprietários.
d) manteve negros e brancos separados, evitando qualquer tipo de relação social entre eles.
15 Sobre a expansão do café no século XIX podemos afirmar que
a) surgiu juntamente com o desenvolvimento da cana-de-açúcar.
b) tornou-se o principal produto agrícola brasileiro durante o Segundo Reinado.
c) Fez com que o Brasil se tornasse o terceiro maior produtor mundial do produto.
d) encontrou seu maior desenvolvimento no nordeste brasileiro.
­­­­­16 Na década de 1850, o Brasil conheceu um importante processo de modernização econômica. A figura de destaque neste processo foi
a) Visconde de Mauá.
b) José do Patrocínio.
c) Duque de Caxias.
d) Conde João Tiago Petrochelle.
17  " ... desligado o povo rio-grandense da comunhão brasileira, reassume todos os direitos da primitiva liberdade; usa destes direitos imprescritíveis constituindo-se República Independente; toma na extensa escala dos Estados Soberanos o lugar que lhe compete ..."
Na evolução histórica brasileira, pode-se associar as ideias do texto à
a) Sabinada
b) Balaiada
c) Farroupilha
d) Guerra dos Emboabas

14 comentários:

  1. o Fim da escravidão se deu em 1888 e não em 1822 como na questão 5.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do site, mas onde ta a disgraça do gabarito

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Muito bem elaborada a prova. Parabéns, professor, e seu perfil é muito chique.

    ResponderExcluir
  5. A Participação de todos no seu Blog é excelente,lógico que é a nota do seu Blog.Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. BOA TARDE, ONDE ENCONTRO O GABARITO. ESTIMADO PROFESSOR???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BOA NOITE, ONDE ENCONTRO O GABARITO.PROFESSOR GOSTEI DO SEU BLOG. ME MANDA O GABARITO POR FAVOR, OBRIGADO..

      Excluir
  7. GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO GABARITO

    ResponderExcluir