Web Radio Sinfonia Jovem

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Prova de História - 9º ano - Araças - setembro de 2014

1) Em seu segundo governo, Getúlio Vargas sofreu uma forte pressão política por parte de setores conservadores da sociedade. O principal partido que polarizou esta oposição foi a União Democrática Nacional, a UDN, que tinha como mais destacado líder:
(a) João Goulart.
(b) Café Filho.
(c) Luís Carlos Prestes.
(d) Carlos Lacerda.

2) Observe a charge abaixo.

Esta charge, inspirada em uma marcha de carnaval interpretada por Francisco Alves, faz referência
(a) à ascensão de Getúlio Vargas ao poder, após o golpe do Estado Novo.   
(b) ao término do Estado Novo com a destituição de Getúlio Vargas.   
(c) à volta de Getúlio Vargas ao poder, após o governo de Eurico Dutra.   
(d) à reeleição de Getúlio Vargas como presidente, após o governo JK.   

3) A eleição, em 1950, de Getúlio Vargas para um novo mandato presidencial apresentou um dos momentos mais representativos do chamado Estado populista, porque Vargas:
(a) fora eleito com o apoio do grande capital conservador, interessado em conter o avanço das camadas populares e a entrada de capital estrangeiro.
(b) inverteu a política econômica que vinha sendo seguida pelo governo Dutra, liberando as importações e a remessa de lucros pelas empresas estrangeiras.
(c) buscava apoio das massas populares para os seus programas econômicos, através de suas ligações com o movimento trabalhista.
(d) esvaziou, em definitivo, o partido que lhe fazia oposição desde o Estado Novo, ao derrotar o candidato da UDN.

4) O governo Juscelino Kubitschek foi responsável
(a) pela eliminação  das diferenças regionais.
(b) pela queda da inflação e da dívida externa.
(c) por uma política nacionalista e de rejeição ao capital estrangeiro.      
(d) pela entrada maciça de capitais estrangeiros e a internacionalização de nossa economia.

5) Enumere corretamente:
( 1 ) Getúlio Vargas
( 2 ) Juscelino Kubitschek
( 3 ) Jânio Quadros
( 4 ) João Goulart
(     ) Mudança da capital federal do Rio de Janeiro para Brasília.
(     ) Tornou-se pela segunda vez presidente da república, mas, pressionado por vários setores da sociedade, cometeu suicídio.
(     ) Sem apoio do Congresso e da população, renunciou após sete meses de governo.
(     ) Tendo como base o desenvolvimento, investiu na construção de rodovias e ferrovias e na produção industrial e facilitou a entrada de capitais estrangeiros.
(     ) Lançou propostas de reformas de base e de reforma agrária, mas foi deposto por setores conservadores.
A sequencia correta é
(a) 2, 4, 3, 3, 1.
(b) 2, 1, 3, 2, 4.
(c) 3, 1, 1, 2, 4.
(d) 1, 3, 2, 4, 2.

6) “Com o slogan “50 anos em 5”, o Plano Nacional de Desenvolvimento, conhecido como Plano de Metas, estimula o crescimento e diversificação da economia. O Presidente investe na indústria de base, na agricultura, nos transportes, no fornecimento de energia, e no ensino técnico. Para o Presidente e os ideólogos do desenvolvimentismo as profundas desigualdades do país só serão superadas com o predomínio da indústria sobre a agricultura.”
Fonte: http://cafehistoria.ning.com (com alterações) acesso em: 28/09/2011
O presidente citado no texto foi
(a) Juscelino Kubitschek.
(b) Jânio Quadros.
(c) João Goulart.
(d) Getúlio Vargas.

 7) Sua campanha eleitoral teve como símbolo a Vassourinha, para varrer a corrupção. Seu governo caracterizou-se por medidas excêntricas, como a proibição do biquíni e os "bilhetinhos", para expedir suas ordens. Aproximou-se dos países comunistas e aos sete meses de governo, renunciou alegando ser pressionado pelas "Forças Ocultas".
O texto acima, refere-se a
(a) Tancredo Neves.
(b) Jânio Quadros.
(c) Eurico Gaspar Dutra.
(d) Fernando Collor de Mello.

8) O governo João Goulart representou um período de intensa tensão política no Brasil, levando o país à beira de uma guerra civil. Uma das medidas tomadas por Jango foram as Reformas de Base, que consistia em
(a) medidas de alteração constitucional, agrária, fiscal e administrativa.
(b) um movimento a favor de sua posse como presidente após a renúncia de Jânio Quadros.
(c) uma ação que buscava influenciar a opinião pública contra a democracia.
(d) uma ação que buscava criar apoio popular a seu governo.

9) Observe a imagem:

Ela retrata o ator Tony Ramos em seu recente papel no cinema onde representou um famoso ex-presidente do Brasil que foi
(a) Luiz Inácio Lula da Silva.
(b) José Sarney.
(c) Getúlio Vargas.
(d) Fernando Collor.

10) O governo do general Dutra (1946-1950) coincidiu com
(a) o início da Segunda Guerra Mundial.
(b) o início da Guerra Fria.
(c) o fim da democracia no Brasil.
(d) a chegada do homem a lua.

 11) um dos marcos do governo de JK foi
(a) a construção de Brasília.
(b) a diminuição das indústrias.
(c) o fim da corrupção.
(d) a aliança com a União Soviética.

12) Observe a imagem:
Três presidentes e suas marcas características:

(http://www.expo500anos.com.br/album/painel-07-2.html)

________________ construiu Brasília e endividou o país; _____________ não gostava de brigas de galo, mas apreciava uma “biritinha”, ________________ tentou reformas radicais e levou um “chute”.
A sequência CORRETA que revela os nomes dos presidentes respectivamente é
(a) Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros, João Goulart.
(b) Juscelino Kubitschek, João Goulart, Dutra.
(c) Juscelino Kubitschek, Dutra, Jânio Quadros.
(d) Juscelino Kubitschek, João Goulart, Jânio Quadros.

13) O segundo Governo Vargas (1951-1954) caracterizou-se por forte orientação nacionalista. Uma ação que teve como eixo a imposição do monopólio estatal sobre a produção de petróleo, considerado condição necessária para a soberania nacional. Essa ação foi
(a) a aliança feita com o governo comunista soviético.
(b) a criação da Petróleo Brasileiro S.A., a Petrobras, mediante a Lei n. 2.004, aprovada pelo Congresso em 3 de outubro de 1953.
(c) a extinção dos partidos políticos, concentrando o poder na presidência.

(d) a abertura para exploração do petróleo por empresas norte americanas.

Prova de História - 6º ano - Araças - setembro de 2014

1) Os gregos da antiguidade acreditavam em vários deuses. Sobre os deuses gregos podemos destacar que
(a) eles tinham a forma de animais.
(b) os deuses gregos tinham características humanas e sentiam raiva, ciúmes e outras emoções. A única coisa que os diferenciava dos seres humanos era a imortalidade.
(c) os deuses gregos não tinham sentimentos e somente castigavam seu povo. 
(d) os deuses gregos não exerciam influência sobre a vida dos seres humanos.

2) Na Grécia Antiga tinham costumes e crenças que fascinam muita gente até os dias atuais, onde podemos destacar
(a) a Mitologia, as Olimpíadas e os Heróis.
(b) o Cristianismo, o Paganismo e a Mitologia.
(c) as Guerras, o Modernismo e o Teatro.
(d) os Heróis, o Budismo e o Ateísmo.

3) A educação das cidades-estados de Atenas e Esparta era distinta. Comparando-se a educação ateniense com a espartana, conclui-se que
(a) Os atenienses valorizavam a formação intelectual e física do homem, enquanto os espartanos,
o militarismo.
(b) As relações democráticas em Atenas possibilitavam que muitas mulheres se destacassem na sociedade.
(c) Em Atenas desenvolveu-se o laconismo e em Esparta a xenofobia.
(d) Os espartanos valorizavam o militarismo e o desenvolvimento da cidadania.

4) Uma das principais cidades-estados da Grécia Antiga foi Esparta. Qual das alternativas abaixo apresenta características de Esparta?
(a) Esparta foi uma cidade-estado que se dedicou muito no desenvolvimento intelectual e artístico dos seus cidadãos.
(b) Fundada pelos Dórios, Esparta era uma cidade-estado militarista e com uma sociedade estamental (pouca mobilidade social).
(c) Esparta foi uma cidade pacífica, sendo que não se envolveu em nenhuma guerra em toda sua História.
(d) Esparta foi fundada pelos jônios e teve no comércio marítimo e na indústria suas principais atividades econômicas

5) Atenas foi uma importante cidade-estado grega na antiguidade. Qual das alternativas abaixo aponta características importantes da sociedade ateniense?
(a) Atenas foi uma cidade exclusivamente voltada para a guerra.
(b) Em Atenas todas as pessoas podiam participar da democracia, inclusive escravos, mulheres e crianças.
(c) Os atenienses valorizavam muito a democracia, as manifestações artísticas e a Filosofia.
(d) Atenas possuía uma sociedade igualitária, ou seja, não havia classes sociais e todos viviam com o mesmo padrão de renda.

6) Sobre as Olimpíadas da Grécia Antiga é correto afirmar que
(a) as modalidades femininas, apesar de menos apreciadas, alternavam-se às modalidades masculinas e eram consagradas às deusas Afrodite e Atena.
(b) foram estabelecidas por Péricles no século V a.C. para celebrar o esplendor da cultura e da sociedade atenienses.
(c) além dos gregos, eram convidados atletas representantes de povos aliados, como fenícios e etruscos.
(d) participavam dos jogos olímpicos os cidadãos das diversas cidades-estados gregas, que decretavam tréguas para permitir a sua realização.

7) São fontes indispensáveis para o conhecimento dos primeiros tempos daquilo que viria a se constituir na civilização grega os poemas "Ilíada" e "Odisseia", atribuídos a Homero. Seus versos tratam, sobretudo, de episódios e consequências relacionadas com
(a) o domínio do fogo ofertado aos homens por Prometeu.
(b) a longa guerra contra a cidade de Tróia.
(c) a implantação da democracia em Atenas.
(d) os combates e batalhas da Guerra do Peloponeso.

8) Na Grécia antiga, a cada quatro anos declarava-se uma trégua nas guerras, a fim de que a população pudesse participar dos jogos de Olímpia, competição que originou os modernos Jogos Olímpicos, e que eram realizados em honra de
(a) Palas Atena.
(b) Zeus.
(c) Deuses de cada cidade.
(d) Dionísio e Afrodite.


9) Observe a imagem:

Ela retrata
(a) a entrada dos gregos na cidade de Tróia, o que o fizeram vencer a guerra.
(b) a vitória dos 300 de Esparta sobre os persas.
(c) a derrota dos deuses gregos.
(d) a vitória dos troianos contra os espartanos.

10) Leia com atenção o texto que se segue:
O mundo em que vivemos deve muito aos gregos antigos. Nosso idioma, o português, está cheio de palavras gregas. As grandes obras de literatura e arte gregas até hoje são modelo de beleza. (...)
Nos museus, as esculturas gregas estão sempre cercadas por admiradores.
SCHMIDT, Mário. Nova História Crítica. São Paulo: Nova Geração, 1999, p.133.
São aspectos da civilização grega, presentes nos nossos dias, EXCETO:
(a) técnica da Mumificação;
(b) realização das Olimpíadas;
(c) a valorização da Lógica;
(d) a defesa da valorização da democracia.

11) Atenas foi considerada o berço do regime democrático no mundo antigo. Sobre o regime democrático ateniense, é correto afirmar que
(a) a inexistência de escravos em Atenas levava a uma participação quase total da população da Cidade-Estado na política.
(b) apenas os homens livres eram considerados cidadãos e participavam diretamente das decisões tomadas na Cidade-Estado.
(c) os estrangeiros e mulheres maiores de 21 anos podiam participar livremente das decisões tomadas nas assembleias da Cidade-Estado.
(d) Era erroneamente chamado de democrático pois negava a existência de representantes eleitos pelo povo.

12) "Representando pequeno número em relação às outras classes, eles estavam constantemente preparados para enfrentar quaisquer revoltas, daí a total dedicação à arte militar. A agricultura, o comércio e o artesanato eram considerados indignos para o (...), que desde cedo se dedicava às armas. Aos sete anos deixava a família, sendo educado pelo Estado que procurava fazer dele um bom guerreiro, ensinando-lhe a lutar, a manejar armas e a suportar as fadigas e a dor. Sua educação intelectual era bastante simples (...). Aos vinte anos o (...) entrava para o serviço militar, que só deixaria aos sessenta, passando a viver no acampamento, treinando constantemente para as coisas da guerra (...). Apesar de ser obrigatório o casamento após os trinta anos, sua função era simplesmente a de fornecer mais soldados para o Estado."
A transcrição anterior refere-se aos cidadãos que habitavam
(a) Atenas.
(b) Creta.
(c) Esparta.
(d) Chipre.

13) Observe a imagem e leia o trecho a seguir:

"Os deuses, quaisquer que tenham sido as suas origens longínquas, nada mais são do que seres humanos, maiores, mais fortes, mais belos, eternamente jovens; adquiriram não só a forma humana, mas também os sentimentos, as paixões, os defeitos e até os vícios dos homens; o mundo divino apresenta, portanto, uma imagem engrandecida, mas não depurada, da humanidade."
Fonte: A. Jardé, A GRÉCIA ANTIGA E A VIDA GREGA, 197.
De acordo com o texto,
(a) os gregos adoravam mais os seres humanos que os seus próprios deuses.
(b) os deuses gregos eram espécies de seres humanos divinizados e engrandecidos.
(c) a diferença entre os humanos e os deuses gregos é que estes não possuíam defeitos.

(d) os deuses gregos assemelhavam-se aos deuses egípcios, exceto pelas qualidades.

Prova de História - 7º ano - Araças - setembro de 2014

1) As Grandes Navegações foram importantes para a chegada dos europeus na Índia, pelo Mar, e na América. Sobre essa expansão marítima, pode‐se afirmar que
(a) teve Portugal como pioneiro
(b) não foi determinada pelo desejo de lucro da burguesia e dos reis
(c) foi determinada pela tomada de Constantinopla pelos turcos
(d) foi determinada pela sede de aventuras característica do europeu

2) Leia o poema, abaixo, sobre a conquista dos mares no início da era moderna.
Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzamos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram sem casar
Para que fosses nosso ó mar!
Valeu a pena?
Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu.
Mas nele é que espelhou o céu.
PESSOA, Fernando. Mar português. Rio de Janeiro: José Aguilar, 1960
De acordo com esse poema, a expansão marítima está relacionada a
(a) aliança com as cidades italianas.
(b) busca de uma rota comercial para as Índias.
(c) conquista de Portugal pelos mouros.
(d) descentralização do governo de Portugal.

3) O primeiro navegador a conseguir chegas até as Índias pelo mar foi
(a) Cristóvão Colombo.
(b) Pedro Álvares Cabral.
(c) Vasco da Gama.
(d) Américo Vespúcio.

4) Dentre as razões do pioneirismo português na Expansão Marítima dos séculos XV e XVI, podemos destacar
(a) a invasão da Península Ibérica pelos árabes e a conquista de Calicute pelos turcos.
(b) a assinatura do Tratado de Tordesilhas por Portugal e pelos demais países europeus.
(c) um Estado Liberal centralizado, voltado para a acumulação de novos mercados consumidores.
(d) uma monarquia centralizada, interessada no comércio de especiarias.

5)Observe a imagem e leia o texto:

“Enquanto os portugueses escutavam a missa com muito "prazer e devoção", a praia encheu-se de nativos. Eles sentavam-se lá surpresos com a complexidade do ritual que observavam ao longe. Quando D. Henrique acabou a pregação, os indígenas se ergueram e começaram a soprar conchas e buzinas, saltando e dançando (...)”
(retirado do livro: Náufragos Degredados e Traficantes. Eduardo Bueno.)
Observando a imagem e o texto, podemos afirmar que este contato amistoso entre brancos e índios preservado
(a) pela Igreja, que sempre respeitou a cultura indígena e ensinou a catequese.
(b) até o início da colonização quando o índio, vitimado por doenças, escravidão e extermínio, passou a ser descrito como sendo selvagem, preguiçoso e canibal.
(c) pelos colonos que escravizaram somente o africano na atividade produtiva de exportação.
(d) em todos os períodos da História Colonial Brasileira, porque a sociedade considera o índio como "o bom selvagem e forte colaborador da colonização".

6) Estima-se que por ocasião da chegada de Colombo, em 1492, viviam na América cerca de 54 milhões de pessoas. Essas pessoas pertenciam a povos bem diferentes entre si, não só na aparência ou no nome, mas também no modo de viver e pensar. Com relação a sua localização os Maias, os Incas e os Astecas viviam, respectivamente
(a) no Brasil, no México e na América Central.
(b) na Cordilheira dos Andes, no Brasil e no México.
(c) no México, no Brasil e nos Andes.
(d) na América Central, na América do Sul e no México.

7) Os primitivos habitantes do Brasil foram vítimas do processo colonizador. O europeu, com visão de mundo calcada em preconceitos, menosprezou o indígena e sua cultura. A acreditar nos viajantes e missionários, a partir de meados do século XVI, há um decréscimo da população indígena, que se agrava nos séculos seguintes. Os fatores que mais contribuíram para o citado decréscimo foram
(a) a captura e a venda do índio para o trabalho nas minas de prata do Potosí.
(b) as guerras permanentes entre as tribos indígenas e entre índios e brancos.
(c) o canibalismo, o sentido mítico das práticas rituais, o espírito sanguinário, cruel e vingativo dos naturais.
(d) as epidemias introduzidas pelo invasor europeu e a escravidão dos índios.

8) Em relação a influência indígena na cultura brasileira, relacione as colunas abaixo:
(A) Na alimentação                              
(B) No folclore                                      
(C) Nos costumes                                
(D) No vocabulário   
(    ) samambaia, Curitiba, siri.
(    ) mutirão, uso de rede, banho diário.
(    ) batata doce, guaraná, palmito .
(    ) lendas do uirapuru, iara, Vitória-Régia.
A sequencia correta é
(a) D, C, A e B.
(b) A, D, B e C.
(c) D, B, A e C.
(d) A, C, D e B.

9) Entre as opções abaixo assinale a que representa parte da cultura indígena
(a) andar bem vestido com roupas de peles de animais.
(b) alimentavam de massas, doces, sucos e enlatados.
(c) acreditavam em muitos deuses, eram politeístas.
(d) usavam armas potentes como as usadas nas guerras atuais.

10) Os Astecas formaram um grande Império, muito avançado, com sua capital com população superior a muitas cidades da Europa na época. Onde se localizava o Império Asteca e qual sua capital?
(a) México e Tenochtitlán.
(b) Argentina e Tlaxcala.
(c) Suriname Yucatán.
(d) Peru e Astlán.

11) Estas cidades eram, respectivamente, a capital dos impérios asteca e inca:
(a) Cuzco e Tenochtitlan.
(b) Tikal e Palenke.
(c) Tlaxcala e Machu Picchu.
(d) Tenochitlan e Cuzco.

12) Os povos tupis acreditavam que o mundo sobrenatural influenciava seu cotidiano. Pensavam estar num mundo cheio de espíritos. Nesse sentido os pajés para esta sociedade eram
(a) homens ou mulheres mais velhos que por meio de presságios e adivinhações podiam curar ou elaborar profecias, sendo os intermediários entre a comunidade e o mundo sobrenatural.
(b) espíritos maléficos que perseguiam os indígenas e os possuía, tornando-os “selvagens”.
(c) espíritos que protegiam os animais contra a caça predatória praticada pelos indígenas.
(d) divindades controladoras dos raios e trovões, que guiavam as tribos nas suas peregrinações pelo mundo.

13) O objetivo dos portugueses quando começaram a colonizar o território brasileiro era
(a) a exploração do Pau-Brasil
(b) escravizar os Índios
(c) cultivar canaviais e produzir açúcar para vender na Europa
(d) somente criar um laço de amizade com os índios.

14) Qual o nome que se dava a troca realizada entre os Índios e portugueses?
(a) barganha
(b) Escambo
(c) catira
(d) comércio

15)  Quando chegaram à América, os europeus encontraram inúmeros povos que ocupavam o continente há milhares de anos. Estes povos posteriormente foram denominados povos pré-colombianos. Dentre os vários povos pré-colombianos, três se destacaram por terem, de certa forma, encontrado um desenvolvimento social bem avançado, formando verdadeiros Impérios. Estes povos eram
(a) os Portugueses, Astecas e  Jês.
(b) os Astecas,  Maias e Incas.
(c) os Maias, Astecas e Espanhóis.
(d) os Astecas, Tupis e Esquimós.

16) Os Incas habitavam
a) as Montanhas Rochosas.
b) a Cordilheira dos Andes.
c) a Planície Amazônica.
d) o México.

Prova de História - 8º ano - Araças - setembro de 2014

1) “A Conjuração Baiana foi mais uma revolução social do que colonial. (...) impulsionada pelos pequenos artesãos, militares de baixo escalão, escravos de demais setores populares. Nesse caso, há objetivos de rompimento em três níveis: separação da Colônia, mudança das instituições políticas e reorganização da sociedade em novas bases.” (FREDERICO, C. A idéia de revolução no Brasil colonial. Revista de História).
Baseado nos ideais iluministas, a Conjuração Baiana, entre outras medidas, pretendia
(a) manter a escravidão do negro.
(b) manter os portos brasileiros fechados aos navios de todas as nações.
(c) continuar com a dominação de Portugal sobre o Brasil.
(d) melhorar as condições gerais de vida do povo.

2) O primeiro país Latino-Americano a conquistar sua independência foi
(a) o Brasil.
(b) o México.
(c) os Estados Unidos.
(d) o Haiti

3) O processo de independência do Brasil caracterizou-se por
(a) ser conduzido pela classe dominante que manteve o governo monárquico como garantia de seus privilégios.
(b) ter uma ideologia democrática e reformista, alterando o quadro social imediatamente após a independência.
(c) evitar a dependência dos mercados internacionais, criando uma economia autônoma.
(d) grande participação popular, fundamental na prolongada guerra contra as tropas metropolitanas.

4) A maior razão brasileira para romper os laços com Portugal era
(a) evitar a fragmentação do país, abalado por revoluções anteriores.
(b) garantir a liberdade de comércio, ameaçada pela política de recolonização das Cortes de Lisboa. 
(c) substituir a estrutura colonial de produção e desenvolver o mercado interno. 
(d) integrar as camadas populares ao processo político e econômico.

5) A Revolução do Porto, em 1820,que dentre outras coisas, exigia o retorno da corte para Portugal, e a volta do Brasil à condição de Colônia, pode ser considerada decisiva para a Independência do Brasil, porque
(a) garantia a economia da Colônia implementada durante a permanência do governo português no Brasil. 
(b) fortalecia os grupos liberais radicais, cada vez mais ativos na Colônia e articulados com os grandes proprietários. 
(c) impunha à Colônia um programa de reformas liberais, com a proibição do tráfico negreiro. 
(d) ameaçava os interesses dos grupos brasileiros, tentando reverter várias medidas tomadas por D. João no Brasil.

6) Observe a figura abaixo e leia o texto que a acompanha:

No dia 7 de setembro, o príncipe concluiu que era a hora de romper com a metrópole. Depois de ler, amassar e pisotear as cartas recebidas da corte de Lisboa, D.Pedro montou "sua bela besta baia", cavalgou até o topo da colina e gritou à guarda de honra: "Amigos, as cortes de Lisboa nos oprimem e querem nos escravizar... Deste dia em diante nossas relações estão rompidas." Após arrancar a insígnia portuguesa de seu uniforme, o príncipe sacou a espada e gritou: "Por meu sangue, por minha honra e por Deus: farei do Brasil um país livre." Em seguida, erguendo-se nos estribos e alçando a espada, afirmou: "Brasileiros, de hoje em diante nosso lema será: Independência ou morte." Eram 4 horas da tarde de 7 de setembro de 1822.
 http://pt.wikipedia.org
Leia as seguintes afirmativas sobre o processo de independência do Brasil e coloque V quando VERDADEIRO e F quando FALSO:
(    ) Restringiu-se à esfera política, não alterando em nada a realidade socioeconômica, que se manteve com as mesmas características do período colonial.
(    ) Foi um ato heroico e teve vários aspectos positivos. Na sua maioria, foi uma independência do povo, que ganhou mais liberdade econômica e política.
(    ) Não foi um ato isolado do príncipe D. Pedro, e sim um acontecimento que integra o processo de crise do Antigo Sistema Colonial, iniciada com as revoltas de emancipação no final do século XVIII.
(    ) Para ser reconhecido oficialmente, o Brasil negociou com a Inglaterra e aceitou pagar indenizações de 2 milhões de libras esterlinas a Portugal. A Inglaterra saiu lucrando e teve início o endividamento externo do Brasil.
A sequência CORRETA é:
(a) V – V – V –V
(b) F – V – V – F
(c) V – F – V – V
(d) F – F – V – F

7) Constituição de 1824:
“Art. 98. O Poder Moderador é a chave de toda a organização política, e é delegado privativamente ao Imperador (…) para que incessantemente vele sobre a manutenção da Independência, equilíbrio, e harmonia dos demais poderes políticos (…) dissolvendo a Câmara dos Deputados nos casos em que o exigir a salvação do Estado.”
Frei Caneca:
“O Poder Moderador da nova invenção maquiavélica é a chave mestra da opressão da nação brasileira e o garrote mais forte da liberdade dos povos. Por ele, o imperador pode dissolver a Câmara dos Deputados, que é a representante do povo, ficando sempre no gozo de seus direitos o Senado, que é o representante dos apaniguados do imperador.”
(Voto sobre o juramento do projeto de Constituição)
Para Frei Caneca, o Poder Moderador definido pela Constituição outorgada pelo Imperador em 1824 era
(a) adequado ao funcionamento de uma monarquia constitucional, pois os senadores eram escolhidos pelo Imperador.
(b) eficaz e responsável pela liberdade dos povos, porque garantia a representação da sociedade nas duas esferas do poder legislativo.
(c) arbitrário, porque permitia ao Imperador dissolver a Câmara dos Deputados, o poder representativo da sociedade.
(d) neutro e fraco, especialmente nos momentos de crise, pois era incapaz de controlar os deputados representantes da Nação.

8) O processo de emancipação política brasileiro
(a) tendeu a seguir o exemplo da América Espanhola, quer dizer, da Independência da Bolívia, Venezuela e Peru. 
(b) contou com grande participação popular, principalmente de negros e mulatos do Nordeste, que viviam maior opressão. 
(c) marginalizou os elementos populares, e manteve as estruturas sociais e econômicas do período colonial. 
(d) somente foi consolidado após um ano de guerra contra Portugal, uma vez que a Metrópole não aceitou a ruptura.

9) 8 A abertura dos portos às nações amigas, em 1808,  teve um alcance histórico profundo, pois deu início a um grande processo
(a) do desenvolvimento do primeiro surto manufatureiro no Brasil e o crescimento do transporte ferroviário 
(b) do arrefecimento dos ideais absolutistas no Brasil e a disseminação de movimentos nativistas. 
(c) da emancipação política do Brasil e o seu crescimento na órbita da influência britânica. 
(d) do fechamento das fronteiras do Brasil aos estrangeiros e a abertura para as correntes ideológicas revolucionárias europeias.

10 "... quando o príncipe regente português, D. João, chegou de malas e bagagens para residir no Brasil, houve um grande alvoroço na cidade do Rio de Janeiro. Afinal era a própria encarnação do rei [...] que aqui desembarcava. D. João não precisou, porem, caminhar muito para alojar-se. Logo em frente ao cais estava localizado o Palácio dos Vice-Reis”.
Lilian Schwarcz. As Barbas do Imperador.
O significado da chegada de D. João ao Rio de Janeiro pode ser resumido como
(a) decorrência da loucura da rainha Dona Maria I, que não conseguia se impor no contexto político europeu. 
(b) fruto das derrotas militares sofridas pelos portugueses ante os exércitos britânicos e de Napoleão Bonaparte. 
(c) inversão da relação entre metrópole e colônia, já que a sede política do império passava de Portugal para o Brasil. 
(d) alteração da relação política entre monarcas e vice-reis, pois estes passaram a controlar o mando a partir das colônias.

11 Observe a Charge abaixo:

Observando a charge dentro do Contexto da Independência do Brasil, podemos deduzir que
(a) o povo teve participação ativa.
(b) não mudou em nada a situação da maioria do povo brasileiro.
(c) tinham chegado novos produtos ingleses no Brasil.

(d) a Inglaterra não teve mais influências sobre o Brasil.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Atividade Geografia 7º ano

1- Destaque aspectos da Região Centro-Oeste do Brasil: clima, vegetação, economia e principais cidades.

2- Quais os estados que compõem a região Centro-Oeste?

3- O texto abaixo refere-se à qual formação vegetal?
“De origem bastante discutida, essa formação é característica das áreas onde o clima apresenta duas estações bem marcadas: uma seca e outra chuvosa, como no Planalto Central. Ela apresenta 2 estratos nítidos: uma arbóreo-arbustivo, onde as espécies tortuosas têm os caules geralmente revestidos de casca espessa, e outro herbáceo, geralmente dispostos em tufos”.

4-As grandes áreas desmatadas para a criação extensiva de gado, além da agricultura, principalmente a soja, são os principais fatores responsáveis pela desertificação do cerrado, causando o desgaste dos solos e provocando grandes problemas ambientais. Determinadas práticas econômicas agravam o avanço de desertificação em áreas brasileiras como o cerrado. Além das causas naturais envolvidas, que ações humanas fazem o processo de desertificação ser acelerado?
* Leia o trecho da reportagem a seguir e responda as questões 05,06 e 07
SOB FOGO CERRADO
O Cerrado é a vegetação típica do Planalto Central brasileiro. Do ponto de vista do relevo, o Planalto é uma espécie de tablado que se eleva a altitudes entre 800 e 1 200 metros acima do nível do mar. Por ser plano, é ideal para a agricultura mecanizada e para a pecuária extensiva. Nos últimos 30 anos, grandes áreas de Cerrado foram queimadas para dar lugar a plantações de grãos e para a formação de pastagens. Como a região tem uma estação de seca muito longa, que atinge o ponto máximo em agosto, basta uma fagulha para que imensas áreas de floresta se transformem em cinzas em questão de horas. O resultado é  que restam, hoje, apenas 20% da sua cobertura original.
O contínuo desaparecimento do Cerrado coloca em risco outros ecossistemas. Isso porque boa parte dos rios brasileiros nasce nas áreas mais elevadas do Planalto Central e, depois, segue para as bacias do Prata, do São Francisco e da Amazônia. Ou seja, tudo o que acontece no Cerrado influi, mais cedo ou mais tarde, no resto do país. O desaparecimento das matas junto às nascentes diminui a vazão dos rios, provocando escassez de água. Outro efeito do desmatamento é  o assoreamento – redução da profundidade do leito – dos rios, um problema já sentido gravemente no Pantanal. Além disso, a aplicação de fertilizantes e pesticidas está poluindo as águas que depois vão irrigar áreas naturais importantes ou servirão de consumo para as populações urbanas.  Na corda bamba.                                                                         Revista SuperInteressante . Edição 039, dez. 2001, p. 26 e 27.

5-Que aspectos naturais tornam o Cerrado um lugar atrativo para o desenvolvimento da pecuária e da agricultura mecanizada?

6-Explique como o desaparecimento do Cerrado pode colocar em risco outros ecossistemas brasileiros.

7-Comente os danos ambientais sofridos pelos rios do Cerrado.

8- Caracterize os seguintes aspectos da região Sul do Brasil:
a) Clima
b) Vegetação
c) Relevo
d) estados que a compõem.

9- O Sul do Brasil, apesar de ocupar a menor extensão territorial entre as regiões brasileiras, é segunda região economicamente mais rica do país, mostrando-se inferior apenas ao Sudeste. Apresenta uma economia dinâmica e com o uso de tecnologia nos diferentes setores. Caracterize as principais atividades econômicas desenvolvidas na região Sul.

10- Relacione a predominância da população de origem europeia na região Sul do Brasil com o processo de povoamento do território brasileiro.

11- Grande parte da vegetação natural que cobria a região Sul foi devastada. Quais os fatores que contribuíram de forma significativa para que isso ocorresse?

12- por que a região Sul apresenta grande número de descendentes de imigrantes europeus?

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Sugestão para lecionar melhor: Juri Simulado

Objetivos:
1. Estudar e debater um tema, levando todos os participantes do grupo se envolverem e tomar uma posição.
2. Exercitar a expressão e o raciocínio.
3. Desenvolver o senso crítico.
Participantes (funções):
a) Juiz: Dirige e coordena o andamento do júri. 
b) Advogado de acusação: Formula as acusações contra o réu ou ré. 
c) Advogado de defesa: Defende o réu ou ré e responde às acusações formuladas pelo advogado de acusação. 
d) Testemunhas: Falam a favor ou contra o réu ou ré, de acordo com o que tiver sido combinado, pondo em evidência as contradições e enfatizando os argumentos fundamentais. 
e) Corpo de Jurados: Ouve todo o processo e a seguir vota: Culpado ou Inocente, definindo a pena. A quantidade do corpo de jurados deve ser constituído por número impar: (3,5 ou 7)
f) Público: Dividido em dois grupos da defesa e da acusação, ajudam seus advogados a prepararem os argumentos para acusação ou defesa. Durante o júri, acompanham em silêncio. 
Como Fazer:
1. Coordenador apresenta o assunto e a questão a ser trabalhada.
2. Orientação aos participantes.
3. Preparação para o júri.
4. Juiz abre a sessão.
5. Advogado de acusação (promotor) acusa o réu ou ré (a questão em pauta).
6. Advogado de defesa defende o réu ou a ré. 
7. Advogado de acusação toma a palavra e continua a acusação. 
8. Intervenção de testemunhas, uma de acusação.
9. Advogado de defesa, retoma a defesa.
10. Intervenção da testemunha de defesa.
11. Jurados decidem a sentença, junto com o juiz.
12. O público, avalia o debate entre os advogados, destacando o que foi bom, o que faltou. 
13. Leitura e justificativa da sentença pelo juiz. 
Avaliação: 
1. Que proveito tiramos da dinâmica? 
2. Como nos sentimos?
3. O que mais nos agradou?

4. O que podemos melhorar?

fonte: http://www.paroquiadaressurreicao.com.br/dinamicas/din1.html

Dê uma boa aula: Entrevista

Objetivos:
1. Obter conhecimentos, informações ou mesmo opiniões atuais a respeito de um tema. 
2. Utilizar melhor os conhecimentos de um especialista. 
3. Obter mais informações em menos tempo. 
4. Tornar o estudo de um tema, mais dinâmico. 
Como Fazer:
1. Coordenador apresenta em breves palavras, um tema, deixando várias dúvidas sobre o mesmo (propositalmente). 
2. Coordenador levanta com o grupo, a possibilidade de completar o conhecimento através de entrevista junto a pessoas que são estudiosas do assunto. 
3. O grupo define o entrevistado. 
4. O grupo, orientado pelo coordenador prepara as perguntas para a entrevista. 
5. Convite ao entrevistado.
6. Representante do grupo faz as perguntas.
7. Auditório vai registrando as perguntas.
8. Coordenador possibilita comentários sobre as respostas dadas pelo entrevistado.
9. Coordenador faz uma síntese de todo o conteúdo. 
10. Discussão sobre o assunto.
11. Grupo (auditório) apresenta, verbalmente, suas conclusões. 
Avaliação:
1. Para que serviu a dinâmica? 
2. O que descobrimos através da entrevista? 
3. O que gostaríamos de aprofundar sobre o assunto?

fonte: http://www.paroquiadaressurreicao.com.br/dinamicas/din1.html

Dinâmica para uma boa aula: Roda Viva

Objetivos:
1. Debater um tema e desenvolvê-lo de forma participativa.
2. Envolver a todos do grupo no debate.
3. Falar sobre o que cada um sabe a respeito de um assunto.
4. Saber expor e ouvir.
Como Fazer:
1. Fazer dois círculos, um de frente para o outro, de pé ou sentado.
2. O círculo de dentro fica parado no lugar inicial e o círculo de fora gira para a esquerda, a cada sinal dado pelo animador ou coordenador do grupo.
3. Cada dupla fala sobre o assunto colocado para reflexão, durante dois minutos, sendo um minuto para cada pessoa.
4. O círculo de fora vai girando até chegar no par inicial.
5. Depois deste trabalho, realiza-se um plenário, onde as pessoas apresentam conclusões, tiram dúvidas, complementam idéias.
6. Complementação do assunto pelo coordenador.
Observações:
1. O assunto deve ser preparado pelo coordenador com antecedência.
2. Os participantes do grupo devem pesquisar e fazer leituras prévias sobre o assunto.
Avaliação:
1. O que descobrimos sobre o assunto?
2. Como nos sentimos durante a dinâmica?
3. O que foi positivo?
4. Que ensinamentos podemos tirar para o grupo? 

fonte: http://www.paroquiadaressurreicao.com.br/dinamicas/din1.html

Educação Física e Saúde

Educação Física e SaúdeNão há mais quem duvide da eficácia das atividades físicas no combate a uma infinidade de doenças do sistema cardiovascular e de outros sistemas do corpo humano.
A Educação Física ao longo dos anos experimentou várias tendências passando pela tendência militar, médica, desportista, ainda as tendências da cientificidade, profissionalizante e a tendência educacional onde cada uma tem uma visão diferente de como a Educação Física deveria atuar no universo social. Hoje as duas tendências que prevalecem são a da Saúde ligada a medicina e a Educacional a Educação, uma com direito a atuação os Bacharéis em Educação Física e a outra dos Cursos de Licenciatura em Educação Física.
Para um entendimento melhor torna-se necessário uma abordagem de Silvino Santin no seu texto “Educação Física Sabedoria de Viver” diferenciando as duas tendências hoje consolidadas e atuantes nesta área. A TENDÊNCIA PROFISSIONALIZANTE talvez o mais numeroso, tem uma Educação Física definida como uma atividade profissional liberal. O profissional da Educação Física, segundo esta tendência, deve ser equiparado ao bacharel em direito, ao médico, ao economista, etc.
Somente assim a Educação Física seria reconhecida, garantindo-se uma fatia no mercado de trabalho e via legislação, assegurando-se a reserva deste mercado. Suas lutas, fundamentalmente, voltam-se para a política de organização profissional e institucional da classe tentando estabelecer uma legislação federal que dê suporte jurídico aos direitos profissionais fundamentais dos egressos dos Cursos de Educação Física.
A TENDÊNCIA EDUCACIONAL talvez menor e sonhadora, inspirado em temas humanísticos que busca entender a Educação Física com uma ação pedagógica. Antes de se tornar ciência, antes de constituir-se em profissão liberal, a Educação Física é uma sabedoria de viver, uma exigência pessoal e existencial, isto é, uma tarefa educativa. Desta maneira, ela, em suas raízes mais profundas, tem compromisso com a pessoa, isto é, com o crescimento, desenvolvimento e bem-estar do ser humano. Ela é um processo educativo que, antes do saber cientifico e do trabalho produtivo, tem um compromisso com a existência humana.
Defende-se, aqui, o ideal pedagógico da Educação Física por considerá-la uma ação mais abrangente, compromissada com a globalidade das situações humanas.
Atualmente quando esta no consultório médico  o paciente recebe a receita com a medicação e prescrevem-se também atividades físicas na maioria dos casos. Educação Física é sinônimo  de saúde. Não há mais quem duvide da eficácia das atividades físicas no combate a uma infinidade de doenças do sistema cardiovascular e de outros sistemas do corpo humano.
No sistema muscular os movimentos dão aos músculos mais força, agilidade, flexibilidade, resistência, elasticidade, coordenação motora, equilíbrio e alongamentos. No Sistema Nervoso harmoniza as conexões nervosas dando mais relaxamento, evitando o stress, a fadiga, a ansiedade e a depressão promovendo hábitos salutares de alimentação e higiene.
No Sistema Circulatório tem a diminuição da freqüência cardíaca em repouso ou em movimento, o aumento das cavidades do coração com maior volume de ejeção de sangue nas veias e artérias evitando entupimentos e possíveis infartos. No Sistema Respiratório o aumento na capacidade da respiração levando maior volume de ar aos pulmões e conseqüentemente oxigênio mais puro para o sangue alimentando melhor as células e todo organismo, fortalecimento dos alvéolos evitando doenças. Como terapia em várias doenças cardiorespiratórias e maior capacidade aeróbica No sistema esquelético reforçam toda estrutura óssea evitando no futuro a osteoporose.
Muitos são os benefícios que a Educação Física traz para um melhor desenvolvimento e desempenho do nosso corpo como os tratamentos na fisioterapia em recuperação de movimentos perdidos, na gravidez os movimentos adequados ajudam a mulher a ter melhor desempenho no parto, além de fortalecer as paredes abdominais dando maior rigidez evitando a chamada "barriga d'água", melhora o desempenho sexual, o cérebro passa a ter maior irrigação melhorando os pensamentos.

A pratica da ginástica, dança, natação diminui o interesse aos vícios das drogas e do álcool, melhora a estética do corpo, dando maior rigidez à pele, seios, nádegas, melhorando o tônus muscular. Com a prática dos exercícios físicos teremos um coração mais vigoroso, artérias livres de gorduras, articulações azeitadas, níveis de açúcar normais, equilíbrio hormonal, sono mais tranqüilo, pressão normal, bom humor, postura correta, melhora da auto-estima, mais fôlego, as mulheres passam a ter mais alívio da TPM, mamas protegidas contra câncer, os homens a próstata mais protegida, os dois passam a ter mais entusiasmo no sexo, memória mais afiada, ossos mais fortes e sistema imunológico reforçados.
Por isso hoje a educação física é tratada com um fator de saúde e devemos dar a atenção devida tanto nas academias e consultórios como nas escolas
fonte: http://www.educacaofisica.com.br/index.php/blogs-ef/entry/educacao-fisica-e-saude#sthash.p7SyFVHH.dpuf